segunda-feira, 28 de junho de 2010

Universo

o silêncio da madrugada...
tento ir até a lua,
e vejo o quão pequeno sou.
De repente, deixo de existir.

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Discurso de um Louco

Ah! Felizes somos nós,
Que, errantes, criamos e recriamos
As nossas próprias realidades,
e tememos ser absorvidos pela cultura.

Em meu mundo delirante, finalmente
encontro a quem amar e investir
tudo aquilo que possuo dentro de mim.
Construo aquilo que quero, fantasio
tudo o que não me apetece.

Colorido, desbotado, se tornam
as cores da minha psiquê, como
eu desejar, para quem quiser.
Protejo e protesto e procrio
Sempre essa minha errância,
que desabrocha na minha instância
mais profunda, e onde eu finalmente
vivo, mas não sozinho

Mas comigo mesmo.

domingo, 6 de junho de 2010

Para uma Jovem Insegura

As mãos se perdem no vazio,
à procura de um porto seguro.
Não se acende mais a luz do quarto
quando se tem medo do escuro.

Então respire fundo, crie coragem
e se jogue lentamente.
o futuro é, apenas,
a escuridão da vida.