quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Sobre Bares e Amor

Meus olhos marejados de cerveja
Entoam os últimos versos
de uma música sem fim.
É assim no amor,
O encontro fadado ao desencontro.

2 comentários:

Anônimo disse...

Quanto tempo heim?

Anônimo disse...

E o desencontro fadado ao reencontro, quando é amor.

Postar um comentário