quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Cochilo

Se tu vens e deitas em meu colo,
beijo ternamente suas maçãs e calo.
É que me encanto com a delicadeza
de tua presença e me instiga
a tua feminilidade tão peculiar.
Se de repente abres os olhos, 
respondo com um sorriso e um suspiro.
Me devolves um riso, radiante
Levantas e beijas minha boca.

Nenhum comentário:

Postar um comentário