domingo, 24 de junho de 2012

Paris I

Ao canto do cisne louco,
O homúnculo sai desajeitado
Pela porta da frente da capela.
Banha-se nas águas do Sena,
Em busca de uma busca.

Um comentário:

Camille Giverny disse...

Lindo demais. Estamos sempre em busca de uma busca. Bjos da amiga Pauline

Postar um comentário